domingo, 4 de dezembro de 2011


Em 2012 o Senhor continuará
guardando tua casa,
tua família.

Neste fim de ano renove
suas forças,
retribua o amor de Cristo,
compartilhe suas alegrias.

sábado, 26 de novembro de 2011

Dia da Bíblia, a verdadeira história de Mary Jones em vídeo.

video
    
A história do Dia da Bíblia


        Celebrado no segundo domingo de dezembro, o Dia da Bíblia foi criado em 1549, na Grã-Bretanha pelo Bispo Cranmer, que incluiu a data no livro de orações do Rei Eduardo VI. O Dia da Bíblia é um dia especial, e foi criado para que a população intercedesse em favor da leitura da Bíblia. No Brasil a data começou a ser celebrada em 1850, quando chegaram da Europa e EUA os primeiros missionários evangélicos. Porém, a primeira manifestação pública aconteceu quando foi fundada a Sociedade Bíblica do Brasil, em 1948, no Monumento do Ipiranga, em São Paulo (SP).
      E, graças ao trabalho de divulgação das Escrituras Sagradas, desempenhado pela entidade, o Dia da Bíblia passou a ser comemorado não só no segundo domingo de dezembro, mas também ao longo de todas a semana que antecede a data. Desde dezembro de 2001, essa comemoração tão especial passou a integrar o calendário oficial do país, graças à Lei Federal 10.335, que instituiu a celebração do Dia da Bíblia em todo o território nacional.
      Hoje, as celebrações se intensificaram e diversificaram. Realização de cultos, carreatas, shows, maratonas de leitura bíblica, exposições bíblicas, construção de monumentos à Bíblia e distribuição maciça de Escrituras são algumas das formas que os cristãos encontraram de agradecer a Deus por esse alimento para a vida.

Dia da Bílbia, segundo domingo de dezembro

        A SBB lançou oficialmente a campanha do Dia da Bíblia em outubro de 2011, durante encontro com lideranças cristãs no Museu da Bíblia, em Barueri (SP). Cerca de 430 pessoas participaram do evento.
      Celebrado no segundo domingo de dezembro, o Dia da Bíblia terá como tema, este ano, “A Bíblia para o Jovem” e está baseado em Provérbios 3.6: Lembre de Deus em tudo o que fizer, e ele lhe mostrará o caminho certo.
      A maioria dos pastores e líderes religiosos presentes ao lançamento abraçou a campanha, adquirindo os materiais alusivos ao Dia da Bíblia. “Desenvolvemos uma série de ferramentas para ajudar igrejas, congregações e ministérios a colocar a Bíblia no dia a dia dos jovens brasileiros”, comentou o secretário de Comunicação e Ação Social da SBB, Erní Seibert.
      Entre os itens disponibilizados pela SBB estão: cartazes, material para evangelização de jovens, cofrinho para crianças, envelopes para arrecadação de ofertas pela distribuição da Bíblia, modelo para confecção de camisetas do Dia da Bíblia e Planos de Leitura da Bíblia segmentados: para crianças e jovens, além de um para a leitura da Bíblia completa em um ano.



Todo o material pode ser solicitado
através do hotsite:

domingo, 13 de novembro de 2011

O muro divisor

Meditação:
"Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos fez um; e, tendo derribado a parede da separação que estava no meio…" (Efésios 2:14)


Pensamento:
A unidade entre os cristãos é o resultado de sua união com Cristo.                                   Leitura: Efésios 2:11-22; 4:1-3.


      O dia 9 de novembro de 2010 marcou o vigésimo primeiro aniversário da queda do muro de Berlim. Naquele dia, no ano de 1989, uma declaração na televisão da Alemanha Oriental informou ao povo que estavam livres para viajar à Alemanha Ocidental. Um dia depois, escavadeiras da Alemanha Oriental começaram a demolir o muro que por 28 anos dividira a Alemanha em duas, Oriental e Ocidental.

 

      Jesus Cristo derrubou “a parede da separação que estava no meio…” entre judeus e gentios (Efésios 2:14); Mas havia uma barreira muito mais impenetrável que separava o homem de Deus. A morte e ressurreição de Jesus permitiram reconciliação entre homens e homens e entre homens e Deus (Efésios 2:16).

 

      Todos os cristãos são agora “… concidadãos dos santos, e sois da família de Deus” (Efésios 2:19). Juntos, devemos crescer “… para santuário dedicado ao Senhor” (Efésios 2:21) com o Espírito Santo de Deus vivendo entre e dentro de nós (Efésios 2:22).

 

      Mas, infelizmente, os cristãos, frequentemente, reedificam muros entre si. Por esse motivo, Paulo nos alerta: “… andeis de modo digno da vocação […] suportando-vos uns aos outros em amor, esforçando-vos diligentemente por preservar a unidade do Espírito no vínculo da paz” (Efésios 4:1-3). Em vez de construir muros, trabalhemos para demolir os que nos separam. Que o mundo perceba que realmente pertencemos a mesma família.
FONTE:
Chek Phang Hia
Nosso Andar Diário – Ministério RBC
MENSAGENS Q EDIFICAM
Twitter: www.twitter.com/mqedificam
-------------------------------------------------------------------------------

“Pelo que, nem o que planta é alguma coisa,
nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento”.
1º Coríntios 3:7

terça-feira, 1 de novembro de 2011

O Jardim do Inimigo - Cia Jeová Nissi

   →   em novembro
em Vila Velha
e Vitória - ES

      A CIA de Teatro Jeová Nissi teve seu início 7 de abril de 2000, desde então tem vivido experiências inesquecíveis que marcaram a vida dos componentes da equipe e de milhares de espectadores que participaram da apresentações de espetáculos teatral, de dança e/ou de música, no Brasil e ainda mais em outros países como a África e o Chile.
       Os componentes do Ministério Jeová Nissi são jovens que, na sua maioria, outrora estavam a margem da sociedade sofrendo por exclusão social, conflitos familiares, e traumas de infância. A partir do momento que conheceram os valores cristãos tais como justiça, amor e paz nas aflições de enfrentamento das misérias na alma e testemunham as boas novas. Todos vivem integralmente para o ministério. O seu alvo são vidas restauradas para a luz dos valores do Reino de Deus. Envolvimento com Missões Transculturais para a restauração de nações a partir de ações voltadas para crianças.

14/nov às 20h Teatro Marista - Vila Velha - ES

15/nov às 15h e 19h Teatro Carlos Gomes -
Vitória - ES (2 sessões)
                                                                                                                       Ministério Jeová Nissi

Aline Barros participará do Show da Virada

       A cantora gospel  Aline Barros estará no “Show da Virada” evento organizado pela Rede Globo para ser exibido durante o réveillon (31/12/11 a 01/01/12). A informação foi confirmada pelo diretor-geral da atração, Aloysio Legey.

      Aline Barros vai dividir o palco com outros cantores da música secular como Ivete Sangalo, Cláudia Leitte, Luan Santana, Chitãozinho e Xororó, Daniel, César Menotti e Fabiano, Alexandre Pires e outros.

      O evento será gravado entre os dias 22 e 23 de novembro no Credicard Hall, em São Paulo. Aline será a única cantora evangélica a participar do show.

      Por outro lado, a representante do gospel nacional mais conhecida do país ficou de fora do “Festival Promessas” que será exibido como um dos especiais de fim de ano da emissora carioca.

      O festival terá como atrações Regis Danese, Ana Paula Valadão, Ludmila Ferber, Fernanda Brum, Eyshila, Damares, Fernandinho, Pregador Luo e Davi Sacer.
                                                    Fonte: Amigo de Deus 2.0

sábado, 8 de outubro de 2011

Você sabe reconhecer os sintomas da depressão?

O corpo pede socorro de muitas formas, o sentimento de tristeza é só uma delas


      Mal compreendida e ainda cercada de preconceito, a depressão aflige muita gente que prefere guardar o silêncio quanto à doença em vez de dividir o problema com os amigos ou as pessoas próximas: dificuldades de relacionamento e baixa autoestima tornam cada dia um obstáculo duro de vencer. Sentir tudo isso na pele dói e, atualmente, mais de 17 milhões de brasileiros sofrem com os sintomas da depressão, de acordo com a Organização Mundial da Saúde - no mundo, os números ultrapassam 120 milhões de diagnósticos.

 
      A tristeza profunda é um dos sinais mais conhecidos da doença que, no entanto, provoca muitas outras complicações no corpo, algumas raramente associadas à depressão. Faça o teste e descubra o quanto você conhece sobre o tema e está apto para superá-lo ou para ajudar alguém a sair desse sofrimento.

Faça o teste rápido sobre os sintomas da
depressão no link TESTE


por C. Gonçalves


sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Confira o Video Clip de Ariely Bonatti - O Tribunal (Clipe oficial)

    
      Inicialmente, era apenas um contrato de distribuição. Mas, quando a canção ‘Metade do Filho’ começou a tocar em todo Brasil, há pouco mais de um ano, foi inevitável! A curitibana Ariely Bonatti tinha de fazer parte efetivamente da ‘família MK’. Com tema diferente, incomum, e interpretação emocionante, a música se destacou e passou a entrar nas mais pedidas de várias emissoras. O CD O Tempo era o cumprimento de uma promessa na vida da cantora e foi fundamental para a gravadora descobrir esse grande talento, que agora lança seu segundo álbum pela MK Music: Minha Conquista.


      O que mais chama atenção em Ariely Bonatti - que é dona de beleza e carisma ímpares - é a dedicação que se entrega a cada canção, imprimindo emoção, nos remetendo a cada história que canta. Proporcionando-nos uma viagem aos cenários e mensagens que compartilha. Ariely se identifica com temas fortes. E o melhor, tem voz para se arriscar nos mais diferentes estilos. A faixa “Unção de Guerreiro”, por exemplo, podemos dizer que é um tango. Isso mesmo. Ou seja, em Minha Conquista, Ariely e o produtor musical Rogério Vieira arriscaram ainda mais. Ainda bem.

      Seu estilo podemos definir como pop pentecostal: mensagens simples e poéticas em todas as 12 faixas. Temas que vão de oração a milagres, passam por adoração, lágrimas, evangelismo, restauração e muito mais. É a riqueza da Bíblia explorada em cada linha, em cada acorde. A começar pela primeira música de trabalho, ‘O Tribunal’. A composição de Jean e Junior toma por base o julgamento de Jesus Cristo pelo sinédrio e convoca todos nós a cantarmos e exaltarmos Aquele que venceu a morte por nós.

      Outra música de destaque é ‘Alerta’ (Junior Maciel e Josias Teixeira): sonoramente uma balada, mas na letra uma poderosa mensagem de exortação aos jovens sobre o engano, as ilusões que a vida oferece e tem levado muitos ao vício, drogas, perdição... ‘Deus tem colocado em meu coração esse compromisso. De falar às pessoas sobre a verdade que está em Sua Palavra. E são muitas as mensagens. Não podemos nos calar. As pessoas precisam conhecer o poder ilimitado do nosso Deus’, compartilha a cantora, que apesar de estar lançando seu sétimo CD (quatro foram independentes), mantém o mesmo coração aberto de estreante.

      A produção musical de Rogério Vieira – ganhador de 3 prêmios Grammy Latino – é moderna, leve e faz contraponto aos temas fortes das letras de Minha Conquista. ‘Não poderia ser diferente. Tínhamos que trabalhar novamente. O Rogerinho consegue captar o que sinto e transformar em belos arranjos. Também foi muito bom poder contar com o cantor e produtor vocal Jairo Bonfim na colocação de voz. Fiquei mais segura e vi que transpassei alguns limites. E o resultado me deixou muito satisfeita. Espero que toque o coração de todos que ouvirem”, conta. Bem, nós não temos dúvidas. Minha Conquista: é ouvir e se emocionar.

Fonte: arielybonatti.com.br


Muçulmanos estão tendo visões e sonhos de Jesus e se convertendo ao cristianismo.

      Uma revista da Califórnia publicou recentemente os resultados de uma pesquisa com mais de 600 ex-muçulmanos, que agora seguem Jesus. “Embora os sonhos pareçam desempenhar um papel menor na conversão dos ocidentais, mais de um quarto dos entrevistados ex-muçulmanos enfaticamente confirmam que os sonhos e visões desempenharam um papel vital em sua conversão, e os ajudou em momentos difíceis”, o levantamento afirmou.Outros têm encontrado o percentual mais elevado. Karel Sanders, um missionário na África do Sul, informou que entre Africanos muçulmanos, “42% dos novos crentes vem a Cristo através de visões, sonhos, aparições angelicais e ouvir a voz de Deus.” De acordo com o site “Sexta-Feira Dawn Fax”, que se concentra em relatórios missionários de língua árabe, moderadores explicam experiências sobrenaturais, tais como sonhos, visões e curas através da oração de Jesus. “Este é um tema quente em nossa região. Pessoas de todo o Oriente Médio nos chamam, dizendo como eles foram curados através da oração em nome de Jesus”, citam os missionários. “Ouvintes muçulmanos costumam nos falar sobre sonhos e visões de Jesus, querendo saber o que isso significa para eles.”

      O mesmo é contado em “I Dared to call him Father (Me atrevi a chamá-lo de pai)”, um livro fascinante, escrito por uma rica mulher ex-muçulmana paquistanesa chamada Bilquis Sheikh, que veio a Cristo através de uma série de acontecimentos místicos – começando com a presença do mal, que ela sentia, e era ligado ao assassinato recente de um cristão perseguido.

      “A estranha sensação espinhosa cresceu dentro de mim enquanto eu caminhava lentamente ao longo dos caminhos de cascalho do meu jardim”, ela escreveu em um livro que acaba de ser relançado. “Eu parei de andar e olhei em volta. Como eu me inclinei para agarrar as hastes verdes, algo passou por minha cabeça, eu me endireitei, atenta. Senti uma névoa… Um frio, úmido. Uma presença profana – tinha flutuado por mim. Claro que não havia nada lá fora. Estaria lá? Como que em resposta, eu senti uma presença, muito real e misteriosa e um toque em minha mão direita.”

      Esta experiência levou a uma série de sonhos que – como tantos outros – culminou na conversão da mulher muçulmana. São tais sonhos mais recorrentes agora – com a situação do mundo como ele é? Ou será que eles sempre ocorreram?

      Sabemos que os sonhos podem ser importantes. Nós lembramos de Abraão. Nós lembramos de José, o pai de Jesus.

      Mas eles também são cruciais no nosso próprio tempo e, no caso da mulher rica, cujo marido tinha sido um general e ministro do Paquistão, eles formaram uma parte importante de sua conversão – se não o mais importante papel. Conforme ela explica neste livro bem escrito (que foi publicado pela primeira vez em 1978), ela havia sido criada na fé muçulmana, que acreditava que, embora Jesus tenha nascido de uma virgem, ele não era o Filho de Deus. Ainda assim, a mulher sentiu-se impulsionada para explorar a Bíblia – e é aí que tudo começou.

      Em um sonho, relatou Sheikh, “eu me encontrei jantando com um homem que eu sabia ser Jesus. Ele veio me visitar na minha casa e ficou por dois dias. Ele sentou-se sobre a minha mesa e em paz e alegria jantamos juntos”.

      “De repente, o sonho mudou. Agora eu estava no topo de uma montanha com outro homem, João Batista. Ele estava vestido com uma túnica e calçado com sandálias. Como foi que eu misteriosamente sabia seu nome, também? Eu encontrei-me contando a João Batista sobre as minhas visitas recentes com Jesus”. O sonho – peculiar – a levou à pergunta que todos que poderiam saber responder (porque até aquele momento, Sheikh ainda não havia chegado ao trecho em que João Batista aparece na história) em sua leitura da Bíblia.

      Ela se tornou uma cristã. Então, temos milhares de outros. Os relatórios incluíram moradores em lugares como Marrocos. Ouvimos pela primeira vez sobre isso no início de 1990.

      “Um seguidor de Jesus da Guiné fala sobre uma pessoa de branco que lhe apareceu em sonho, chamando-o de braços abertos”, afirma a publicação da Califórnia.”Esse tipo de sonho, no qual Cristo aparece como uma figura de branco, é um padrão freqüente na obra missionária entre os muçulmanos.”

      Os exemplos são numerosos. Um muçulmano da Malásia viu seus pais falecidos como convertidos aos cristianismo em um sonho, comemorando no céu. Jesus, com uma túnica branca, lhe disse: “Se você quiser vir a mim, vem!” Ele o fez.

     Outro convertido, este novamente a partir do Oriente Médio, disse que ele estava deitado na cama com uma dor de cabeça muito forte. A figura branca com uma aparência maravilhosa, pacífica, apareceu e colocou as mãos sobre sua cabeça três vezes, e na manhã seguinte a dor de cabeça que era incurável até então, ​​havia cessado.

      Um homem do oeste da África viu um religioso muçulmano no inferno, e um pobre cristão, que não podia mesmo dar esmolas, no céu. A voz explicou que o ponto decisivo não foi a esmola, mas a fé em Jesus.

      Enquanto isso, um trabalho missionário entre os Tausugs, das Filipinas, maior grupo muçulmano daquele país, relata que um número de muçulmanos fiéis “viu Jesus” em seus sonhos após o Ramadã (mês em que os muçulmanos praticam um ritual de jejum). Um homem sonhou com Jesus matando um dragão enorme em um duelo e no dia seguinte teve o mesmo sonho, o que o levou a conhecer o Evangelho.

      Um membro do povoado Yakan, na Província Basilan sonhou que o Profeta Maomé não podia olhar para Jesus no olho. Quando ele disse seu primo, um cristão, do sonho, seu primo lhe disse que o sonho significava que Jesus é maior do que Maomé.

      Há histórias de guerra espiritual. Há relatos da Turquia. Há histórias de curas milagrosas. Há histórias do Iraque. Uma equipe que pertencem aos “Atletas em Ação”, um movimento de atletas missionários, relatou a partir de sua visita às repúblicas da Ásia Central do Turcomenistão e Quirguistão, que “uma das experiências mais interessantes da viagem foi para ouvir um grande número de pessoas dizendo como eles tornaram-se cristãos”. Anteriormente, eles haviam sido ateus ou muçulmanos. Alguns nos contaram como Deus havia falado com eles em sonhos. Outros nos contaram como eles tinham tido dores de cabeça por dias depois de ouvir sobre Cristo. Logo que decidiram tornar-se cristãos, a dor de cabeça havia passado. Uma mulher nos disse que na noite em que ouviu falar de Jesus, nada aconteceu até que ela foi dormir. Enquanto ela dormia, ela teve um sonho terrível, no qual uma figura satânica disse a ela “Você nunca vai escapar de mim”, porém agora ela também se tornou uma cristã.

      Existem inúmeros relatos de que muitos dos Berberes que vivem nas montanhas da Argélia estão vindo a Cristo através de sonhos e visões semelhantes, formando células e igrejas, em sua maioria subterrâneas. Ahmed Ait Ben Youcef, um berbere nativo que atualmente vive no exterior, disse que encontrou Cristo no caminho que parece típico para berberes islâmicos anteriormente: “nós berberes sempre acreditamos em Deus, mas muitos o procuram à sua própria maneira, sob a pressão dos árabes islâmicos. Jovens ansiavam pelo caminho certo para nossas vidas e oravam a Deus para orientação. Um dos meus amigos morreu em um acidente de trânsito. Na noite seguinte, sonhei que ele, um outro amigo, e eu nos dirigíamos a uma cidade brilhante, rodeada por uma parede branca. Nesse sonho, meu amigo nos disse que agora ele vivia lá”.

      Um muçulmano egípcio estava lendo os Evangelhos, e de acordo com mais um relatório ele tinha acabado de chegar a Lucas, Capítulo 3, quando um vento forte varreu a sala e uma voz disse: “Eu sou Jesus Cristo, a quem você odeia. Eu sou o Senhor que você está procurando.” Ele decidiu seguir a Jesus naquele dia.

      Os relatórios são difundidos de tal forma que sites inteiros são dedicados a tais histórias – embora muitas vezes tomem o cuidado de manter o anonimato. Uma fonte bem informada, que por razões óbvias permanece não identificada, relata que um ex-islâmico “Imam” ou líder espiritual levou 3.000 muçulmanos para Jesus, tendo ele chegado a Cristo através de sonhos, em que um homem branco dizia-lhe para estudar a Bíblia. O método desse homem é simples: em uma conversa, ele diz aos outros: “você já viu um homem branco em seus sonhos recentemente? Se eles não tiverem visto, ele lhes diz: eu só estava me perguntando. Obrigado. Se responderem positivamente, ele continua perguntando se eles estão interessados ​​em aprender quem este homem branco é. E quem não está interessado na identidade de uma pessoa misteriosa que aparece em seus sonhos? O ex-Imam, em seguida, mostra-lhes várias passagens da Bíblia em que um homem branco vestido é mencionado, explicando: “Isso é Jesus. Ele quer falar com você, porque Ele quer que você o siga”.

      Muitos muçulmanos foram preparados para em caso de encontros sobrenaturais, e aceitarem o convite. Algum tempo atrás, Bill Bright, diretor do “Campus Crusade”, escreveu que “estavam vivenciando um fenômeno surpreendente. Muçulmanos em particular, estão tendo sonhos e visões confirmando a realidade de Cristo. Depois de um programa de rádio informaram que Jesus havia aparecido para muitos muçulmanos em um sonho e havia dito a eles: ‘Eu sou o caminho’. A estação de rádio recebu milhares de cartas de muçulmanos no norte da África e do Oriente Médio, em que os ouvintes disseram que de repente tinham entendido sonhos anteriores. Eles, então, queriam mais informações sobre Jesus”.

Fonte: Gospel+

domingo, 25 de setembro de 2011

Me leia, eu posso ser seu filho!

   Meu nome é Patrícia, tenho 17 anos, e encontro-me no momento quase sem forças, mas, pedi para a enfermeira Dane minha amiga escrever esta carta que será endereçada aos jovens de todo o Brasil, antes que seja tarde demais.
     Eu era uma jovem 'sarada', criada em uma excelente família de classe média alta de Florianópolis - SC.  Meu pai é Engenheiro Eletrônico de uma grande estatal e procurou sempre para mim e para meus dois irmãos dar tudo de bom e o que tem de melhor, inclusive a liberdade que eu nunca soube aproveitar. Aos 13 anos participei e ganhei um concurso para modelo e manequim para a Agência Kasting e fui até o final do concurso que selecionou as novas Paquitas do programa da Xuxa. Fui também selecionada para fazer um Book na Agência Elite em São Paulo. Sempre me destaquei pela minha beleza física, chamava a atenção por onde passava. Estudava no melhor colégio de Floripa "Coração de Jesus". Tinha todos os garotos do colégio aos meus pés. Nos finais de semana freqüentava shopping, praias, cinema, curtia com minhas amigas tudo o que a vida tinha de melhor a oferecer às pessoas saradas, física e mentalmente.
        Porém, como a vida nos prega algumas peças, o meu destino começou a mudar em outubro de 2004. Fui com uma turma de amigos para a OKTOBERFEST em Blumenau. Os meus pais confiavam em mim e me liberaram sem mais apego. Em Blumenau, achei tudo legal, fizemos um esquenta no 'Bude', famoso barzinho na Rua XV. À noite fomos ao 'PROEB' e no 'Pavilhão Galego' tinha um show maneiro da Banda Cavalinho Branco. Aquela movimentação de gente era tri maneira''. Eu já tinha experimentado algumas bebidas, tomava escondido da minha mãe o Licor Amarula, mas nunca tinha ficado bêbada. Na quinta feira, primeiro dia de OKTOBERFEST, tomei o meu primeiro porre de CHOPP. Que sensação legal, curti a noite inteira 'doidona', beijei uns 10 carinhas, inclusive minhas amigas colocavam o CHOPP numa mamadeira misturado com guaraná para enganar os 'meganha', porque menor não podia beber; mas a gente bebeu a noite inteira e os otários' não percebiam. Lá pelas 4h da manhã, fui levada ao Posto Médico, quase em coma alcoólico, numa maca dos Bombeiros. Deram-me umas injeções de glicose para melhorar. Quando fui ao apartamento quase 'vomitei as tripas', mas o meu grito de liberdade estava dado.
      No dia seguinte aquela dor de cabeça horrível, um mal estar daqueles como tensão pré-menstrual. No sábado conhecemos uma galera de S. Paulo, que alugaram um ap' no mesmo prédio. Nem imaginava que naquele dia eu estava sendo apresentada ao meu futuro assassino. Bebi um pouco no sábado, a festa não estava legal, mas lá pelas 5:30h da manhã fomos ao 'apt' dos garotos para curtir o restante da noite. Rolou de tudo e fui apresentada ao famoso baseado’cigarro de maconha', que me ofereceram. No começo resisti, mas chamaram a gente de 'Catarina careta', mexeram com nossos brios e acabamos experimentando. Fiquei com uma sensação esquisita, de baixo astral, mas no dia seguinte antes de ir embora experimentei novamente. O garoto mais velho da turma o 'Marcos', fazia carreirinho e cheirava um pó branco que descobri ser cocaína. Ofereceram-me, mas não tive coragem naquele dia. Retornamos a 'Floripa' mas percebi que alguma coisa tinha mudado, eu sentia a necessidade de buscar novas experiências, e não demorou muito para eu novamente deparar-me com meu assassino 'DRUGS'-(drogas). Aos poucos, meus melhores amigos foram se afastando quando comecei a me envolver com uma galera da pesada, e sem perceber, eu já era uma dependente química, a partir do momento que a droga começou a fazer parte do meu cotidiano. Fiz viagens alucinantes, fumei maconha misturada com esterco de cavalo, experimentei cocaína misturada com monte de porcaria. Eu e a galera descobrimos que misturando cocaína com sangue o efeito dela ficava mais forte, e aos poucos não compartilhávamos a seringa e sim, o sangue que cada um cedia para diluir o pó.
       No início a minha mesada cobria os meus custos com as malditas, porque a galera repartia e o preço era acessível. Comecei a comprar a 'branca' a R$ 10,00 o grama, mas não demorou muito para conseguir somente a R$ 20,00 a boa, e eu precisava no mínimo 5 doses diárias. Saía na sexta-feira e retornava aos domingos com meus 'novos amigos'. Às vezes a gente conseguia o 'êxtasy', dançávamos nos 'Points' a noite inteira e depois... farra!!! O meu comportamento tinha mudado em casa, meus pais perceberam, mas no início eu disfarçava e dizia que eles não tinham nada a ver com a minha vida...Comecei a roubar em casa pequenas coisas para vender ou trocar por drogas....Aos poucos o dinheiro foi faltando e para conseguir grana fazia programas com uns velhos que pagavam bem. Sentia nojo de vender o meu corpo, mas era necessário para conseguir dinheiro. Aos poucos toda a minha família foi se desestruturando. Fui internada diversas vezes em Clínicas de Recuperação. Meus pais, sempre com muito amor, gastavam fortunas para tentar reverter o quadro. Quando eu saía da Clínica agüentava alguns dias, mas logo estava me picando novamente. Abandonei tudo: escola, bons amigos e família. Em dezembro de 2007 a minha sentença de morte foi decretada; descobri que havia contraído o vírus da AIDS, não sei se me picando, ou através de relações sexuais muitas vezes sem camisinha. Devo ter passado o vírus a um montão de gente, porque os homens pagavam mais para transar sem camisinha. Aos poucos os meus valores, que só agora reconheço, foram acabando, família, amigos, pais, religião, Deus; até Deus, tudo me parecia ridículo.
         Meu pai e minha mãe fizeram tudo, por isso nunca vou deixar de amá-los. Eles me deram o bem mais precioso que é a vida e eu a joguei pelo ralo. Estou internada, com 24 kg, horrível! Não quero receber visitas porque não podem me ver assim, não sei até quando sobrevivo, mas do fundo do coração peço aos jovens que não entrem nessa viagem maluca...Você com certeza vai se arrepender assim como eu, mas, percebo que é tarde demais pra mim.
        OBS.: Patrícia encontrava-se internada no Hospital Universitário de Florianópolis-SC e a enfermeira Danelise, que cuidava de Patrícia, veio a comunicar que Patrícia veio há falecer 14 horas mais tarde depois que escreveram essa carta, de parada cardíaca respiratória em conseqüência da AIDS. Por favor, repassem esta carta. Este era o último desejo de Patrícia.
Conteúdo extraído da internet

Maiores informações do evento
email: informativoid@gmail.com

terça-feira, 20 de setembro de 2011

MISSÕES - Relatório II - Moçambique/Àfrica

Paz,


   Estamos muito felizes com tudo o que o Senhor vem realizando aqui através de nossas vidas. Domingo realizamos o culto vestidas de capulana, e com os tambores que adquirimos, foi uma festa, muitos jovens presentes, muitos deles alunos de futebol do pastor Clarismundo, que aqui é conhecido como Mister.
   Tivemos a presença de uma mamã Moçambicana, a qual passava pelas proximidades e fora convidada a entrar, ela entrou e ficou muito feliz de participar do culto. Tomamos seu nome e endereço para visitá-la posteriormente.
   Para as crianças apresentamos um teatro de fantoches e muitos doces, ficaram muito encantados com tudo pois nunca viram um teatro de fantoches. A tarde estivemos visitando uma irmã que é psicóloga e vive por aqui, e jantamos em sua casa também foi uma festa.
   O que mais nos impactou esta semana foi a visita que fizemos a uma escolinha aqui próximo, onde a irmã Vera presta serviço voluntário, para começar a escola é toda feita de caniço, um bambuzinho fininho. As salas não comportam  todas as crianças, pois são pequenas, e as mesas são para 3 crianças, logo quando chegamos elas já estavam retornando para casa, as fizemos retornar mais ou menos umas 200 crianças, começamos a cantar e usar os tambores, e as levamos para uma sala para contarmos histórias, mas como estava muito apertado, abriram a um galpão também de caniço, porem bem maior e que nos possibilitou contar as histórias para as crianças, utilizando os fantoches, o que mais me impressionou foi o silêncio de todas aquelas crianças, admiradas e curiosas com o fantoche que perguntava as crianças e elas respondiam. Próximo passava uma "vala" com águas muito sujas, da qual era retirada a água para beberem, o lixo é comum, no chão, as crianças sujas, com roupas rasgadas e pés descalços é comum, narizes com coriza, sem falarmos que muitas ali são vítimas de violência física e sexual.
   Levamos aquelas crianças a cantarem, musicas como entra na minha casa, e musicas em sua língua "changana", cantam com muita alegria e melodia, onde se ouvem todas as vozes, terminamos a reunião com oração, e entregamos doces para todas.
  Foi um dia muito prazeroso para todos nós. Enquanto nosso grupo estava na escolinha, outro grupo fora visitar uma alemã que mora por aqui, a qual fora casada com um moçambicano, e atualmente se encontra só, e necessitada de apoio da igreja para se firmar. Cada irmão deixou uma palavra de vitória para ela, que se sentiu muito feliz com a visita.
   Também visitamos algumas pessoas com quem já tínhamos tido uma primeira conversa, aquela senhora que estivemos em sua casa e o demónio se manifestou, voltamos lá, e ela com alegria nos recebeu, e também tinha uma jovem amiga também lá, ministramos em sua casa louvor e orações, mais uma vez o inimigo quis se manifestar, mas ele foi mais uma vez envergonhado, descobrimos que aquela senhora participava de uma seita chamada "mazione", que mexe com feitiçaria. Ficamos de buscá-la na quinta-feira para o culto da noite.
  Hoje estamos em uma escala de oração ininterrupto para que todas as barreiras caiam por terra.
   Continue orando por nós, pois necessitamos de sua cobertura em oração.

Que as bênçãos do Senhor esteja sempre presente em sua vida.


Equipe da Missão Semear.

sábado, 17 de setembro de 2011

MISSÕES - Relatório de Viagem Moçambique - Àfrica

"Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos". Salmo 126.6

Shalom!

      Já é o nosso 8º dia em Moçambique, estamos todos impactados pela situação desse povo. Uma realidade que vivemos talvez nos anos 70 ou 80, de muita pobreza, miséria, pecado, injustiça, doença, e pobreza espiritual. Iniciamos o nosso tempo aqui conhecendo as ruas do bairro Malanga, a qual é uma favela juntamente com outras duas favelas: Fajardo e Chamaculo. Estivemos nas ruas, nas feiras, nos becos, por onde passávamos aguardávamos o toque do Espírito Santo para entrarmos nas casas. Perguntávamos se podíamos entrar e orar por eles, e sempre éramos bem recebidos com um largo sorriso, e boas vindas. Entramos numa casa onde um espírito maligno se manifestou, mas oramos e Jesus libertou aquela mulher, que nos abraçou e chorou muito, e Jesus se tornou o Senhor daquela casa.
      Ficamos muito impactados com tanto lixo pelas ruas, crianças dormindo no meio da sujeira, onde suas mães trabalhavam em suas tendas, muitas delas no chão sujo, forrado apenas com um paninho. observamos que as mães sempre carregam seus filhos pequenos em panos amarrados no corpo, chamado capulana, e levam-nos para onde vai, demonstrando assim muito carinho com seus miúdos.
      Ontem ganhamos uma alma para jesus rua após pregarmos para uma jovem também em sua tenda de roupas, a qual desejava ser médica. Oramos por ela e profetizamos essa bênção em sua vida.
      Hoje ganhamos uma senhora que estava apenas de passagem na feira onde estivemos. Enfim creio que o Senhor está abençoando muito tudo que estamos fazendo por aqui, estamos convidando a todos para estarem aqui na casa do pastor, para o culto de domingo pela manhã, pois os cultos só acontecem aqui uma vez por semana.
      Estamos preparando uma programação especial para as crianças. Se Deus quiser deixaremos aqui uma semente que logo irá germinar. Logo mais a tarde iremos nos prédios aqui próximo a casa do pastor.
      Continue orando por nós, pois satanás já tem tentado cirandar por aqui,mas cremos que o Senhor está conosco e que os projetos do inimigo estão todos frustrados em nome de Jesus. Saudações de toda a equipe da Missão Semear e do pastor Clarismundo e sua Esposa pastora Deise que são nossos anfitriões por aqui.



Com Amor Fraternal,




Missionária Cida Bianchini, Missionária Deusedir, Missionária Eny, Missionária Telma, Pastora Maria Luiza, irmão Gerson, Presbítero Nivaldo e irmã Valquiria.
Conheça mais esta equipe: MISSÃO SEMEAR

Amnésia de Caráter

            Parece que os jovens da China estão começando a esquecer como escrever os caracteres que constituem a linda caligrafia do seu tradicional idioma. Alguns estão chamando o fenômeno de “amnésia de caracteres”. O uso maciço de computadores e “smart phones” significa, frequentemente, que a escrita é negligenciada e alguns podem esquecer-se dos caracteres que aprenderam na infância. Um jovem disse: “As pessoas não escrevem mais nada a mão, exceto [seus] nomes e endereços”.

            Algumas pessoas parecem ter uma “amnésia de caráter” diferente. Quando confrontadas com um dilema, parecem “esquecer” a coisa certa a fazer e em vez disso, escolhem a saída mais fácil.

            Deus chamou Jó “… homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desvia do mal” (Jó 1:8). Deus permitiu que Satanás tirasse tudo que Jó possuía – seus filhos, sua riqueza e sua saúde. Mas, a despeito das suas circunstâncias de cortar o coração, Jó recusou-se a amaldiçoar Deus. “Em tudo isto Jó não pecou, nem atribuiu a Deus falta alguma” (Jó 1:22). Satanás havia contestado a afirmação de Deus sobre o caráter isento de culpa de Jó, mas comprovou-se que ele estava errado.

            Amnésia de caráter? Não. Caráter é o que somos; não é algo que “esquecemos”. Quem perde o caráter faz uma escolha.


Meditação: Havia um homem […] homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desviava do mal. (Jó 1:1)

Pensamento: Se a riqueza acaba, pouco se perde; se a saúde, algo se perde. Se for o caráter, tudo se perde!

Leitura: Jó 1:13-22.

FONTE:
Cindy Hess Kasper
Nosso Andar Diário – Ministério RBC

domingo, 7 de agosto de 2011

Ministério Boa Esperança noYou Tube

Acesse nossos vídeos no portal do You Tube



1ª Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Bento Ribeiro
Ministério Boa Esperança

Amigo de Deus 2.0

Conheça nossos parceiros, o Blog Amigo de Deus 2.0 está na web edificando vidas.

Com uma equipe bem diversificada vem atendento todos os gostos e estilos no mundo religioso, conheça a equipe:

Marcos Gabriel - ADM e Direção
Rick Oliveira - Designer
Sidney Silva - Postagem
Erik Charlata - Postagem
Fayson Merege - Postagem
Alex Rodrigues - Postagem
Wiverson - Postagem
Gustavo - Postagem

Acesse: AMIGO DE DEUS 2.0


Você está preparado?

Loading...

Arquivo do blog

Clipe: Eyshila Até Tocar o Céu

Loading...