quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

sábado, 25 de dezembro de 2010

Feliz Natal - Merry Christmas - Feliz Navidad




O Senhor Jesus por amor aos homens, escolheu pagar nossa dívida; sofreu o castigo que nos aguardava. Hoje, aqueles que entregam suas vidas a Jesus Cristo, usufruem dessa Salvação conquistada na cruz pelo Senhor.

Analise, com calma, cada ponto relacionado abaixo e pense que foi por você que Jesus sofreu tudo isto.

Será que Ele merece seu amor ?

Sua vida de gratidão?

Se sua resposta é "SIM", aceite-O como Seu Salvador e Senhor.


PENSE

1)O Seu parecer desfigurado mais do que o de outro homem (Is 52:14).


2)Sofreu com a incredulidade dos homens (Is 53:1).


3)Sofreu com as limitações humanas (Is 53:2).


4)Não tinha bleza.


5)Não tinha formosura pendurado na cruz (Sua Glória, aparentemente não existia).


6)Os homens não O desejam ( para que serviria um crucificado? ).


7)Ele foi desprezado pelos homens (Is 53:3).


8)Rejeitado pelos homens.


9)Sofreu muitas dores.


10)Foi experimentado nos trabalhos (enfermidades).


11)Os homens escondiam o rosto dEle.


12)Ele não era estimado elos homens.


13)Ele tomou sobre Si as enfermidades (doenças) dos outros (Is 53:4).


14)Ele levou as dores dos homens.


15)Os homens O reputaram por aflito.


16)Ferido de Deus.


17)Oprimido por Deus.


18)Ele foi ferido por causa das nossas transgressões (Is 53:5).


19)Moído por causa das nossas iniquidades.


20)Castigado para nos trazer a Paz.


21)Pisado para que tivéssemos Cura.


22)Ele sofreu pr Sua criação que andava desgarrada (Is 53:6).


23)Sofreu por ver todos os homens sguindo seu próprio caminho de egoísmo.


24)Levou os pecados de todos os homens (Is 53:6,10-12).


25)Sofreu a opressão dos homens (Is 53:7).


26)Foi afligido pelos homens.


27)Preso pelos homens (Is 53:8).


28)Foi violentamente cortado pelos homens.


29)Viveu entre os ímpios.


30)Foi atingido pelos pecados dos homens.


31)Moído pelos homens (Is 53:10).


32)Levou sobre Si as doenças dos homens.


33)Sentiu as dores em Sua alma (Is 53:11).


34)Foi contado com criminosos (Is 53:12).


Depois de ler tudo isso, reflita: Só um Deus de Amor poderia morrer em meu lugar !!! Glorifique o Nome dEle agora, aceitando esse tão grande sacrifício feito por você. Deus o abençoe !!!

sábado, 11 de dezembro de 2010

UFADEP - União Feminina das Assembleias de Deus em Piúma (part. 01)


Foi com grande alegria que os nossos corações se alegraram... no mês de novembro mais uma conquista se realizou no templo da AD Central em Piúma - ES, numa noite bela de céus abertos podemos juntamente com as senhoras emchermos do Espírito Santo de Deus. Um clima agradável e sobrenatural envolveu a todos nos dias 12, 13 e 14, como se diz a canção: "o agir de Deus é lindo".

UFADEP - União Feminina das Assembleias de Deus em Piúma (part. 02)


Agracedemos a todos os que nos visitaram durante a programação e em especial a caravana vinda do Rio de Janeiro ( que povo corajoso e abençoado - fazer a obra de Deus é assim! com sobrenome CORAGEM). Que Deus abençoe a vida de cada um, tenham certeza que foram instrumentos de Deus em nossa cidade. Grato!!!



sexta-feira, 5 de novembro de 2010

100 ANOS DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS NO BRASIL

Daniel Berg e Gunnar Vingren (foto)

História das Assembléias de Deus no Brasil, Emílio Conde - CPAD

No início do século XX, apesar da presença de imigrantes alemães e suíços de origem protestante e do valoroso trabalho de missionários de igrejas evangélicas tradicionais, nosso país era ainda quase que totalmente católico.

A origem das Assembléias de Deus no Brasil está no fogo do reavivamento que varreu o mundo por volta de 1900, início do século 20, especialmente na América do Norte.

Os participantes desse reavivamento foram cheios do Espírito Santo da mesma forma que os discípulos e os seguidores de Jesus durante a Festa Judaica do Pentecostes, no início da Igreja Primitiva (Atos cap. 2). Assim, eles foram chamados de "pentecostais".

Exatamente como os crentes que estavam no Cenáculo, os precursores do reavivamento do século 20 falaram em outras línguas que não as suas originais quando receberam o batismo no Espírito Santo. Outras manifestações sobrenaturais tais como profecia, interpretação de línguas, conversões e curas também aconteceram (Atos cap. 2).

Em 19 de novoembro de 1910, os jovens suecos Gunnar Vingren e Daniel Berg aportaram em Belém, capital do estado do Pará, vindos dos EUA. A princípio, freqüentaram a Igreja Batista, denominação a que ambos pertenciam nos Estados Unidos. Eles traziam a doutrina do batismo no Espírito Santo, com a glossolalia - o falar em línguas estranhas - como a evidência inicial. A manifestação do fenômeno já vinha ocorrendo em várias reuniões de oração nos EUA (e também de forma isolada em outros países), principalmente naquelas que eram conduzidas por Charles Fox Parham, mas teve seu apogeu inicial através de um de seus principais discípulos, um pastor negro leigo, chamado William Joseph Seymour, na Rua Azusa, Los Angeles, em 1906.

Quando Daniel Berg e Gunnar Vingren, chegaram ao Brasil, ninguém poderia imaginar que aqueles dois jovens suecos estavam para iniciar um movimento que alteraria profundamente o perfil religioso e até social do Brasil por meio da pregação de Jesus Cristo como o único e suficiente Salvador da Humanidade e a atualidade do batismo no Espírito Santo e dos dons espirituais. As denominações evangélicas existentes na época ficaram bastante incomodadas com a nova doutrina dos missionários, principalmente por causa de alguns irmãos que se mostravam abertos ao ensino pentecostal. Celina de Albuquerque, na madrugada do dia 18 de junho de 1911 foi a primeira crente da igreja Batista de Belém a receber o batismo no Espírito Santo, o que não demorou a ocorrer também com outros irmãos. A nova doutrina trouxe muita divergência naquela comunidade, pois um número cada vez maior de membros curiosos visitava a residência de Berg e Vingren, onde realizavam reuniões de oração. Enquanto um grupo aderiu, outro rejeitou. Assim, em duas assembléias distintas, conforme relatam as atas das sessões, os dezenove adeptos do pentecostalismo foram desligados. Convictos e resolvidos a se organizar, em 18 de junho de 1911, juntamente com os missionários estrangeiros, fundaram uma nova igreja e adotaram o nome de Missão da Fé Apostólica. Este foi o primeiro nome dado ao Movimento Pentecostal nos Estados Unidos a partir de 1901 e era também empregado pelo movimento de Los Angeles, mas sem qualquer vínculo administrativo da nova igreja brasileira com William Joseph Seymour. A partir de então, passaram a reunir-se na casa de Celina de Albuquerque. Mais tarde, em 18 de janeiro de 1918 a nova igreja, por sugestão de Gunnar Vingren, foi registrada como Assembléia de Deus, em virtude da fundação das Assembléias de Deus nos Estados Unidos, em 1914, em Hot Springs, Arkansas, mas, outra vez, sem qualquer ligação institucional entre ambas as igrejas.

Em poucas décadas, a Assembléia de Deus, a partir de Belém do Pará, onde nasceu, começou a penetrar em todas as vilas e cidades até alcançar os grandes centros urbanos como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre. As Assembléia de Deus se expandiram pelo Estado do Pará, alcançaram o Amazonas, propagaram-se para o Nordeste, principalmente entre as camadas mais pobres da população. Chegaram ao Sudeste pelos idos de 1922, através de famílias de retirantes do Pará, que se portavam como instrumentos voluntários para estabelecer a nova denominação aonde quer que chegassem. Nesse ano, a igreja teve início no Rio de Janeiro, no bairro de São Cristóvão, e ganhou impulso com a transferência de Gunnar Vingren, de Belém, PA, em 1924, para a então capital da República. Um fato que marcou a igreja naquele período foi a conversão de Paulo Leivas Macalão, filho de um general, através de um folheto evangelístico. Foi ele o precursor do assim conhecido Ministério de Madureira, como veremos adiante.

A influência sueca teve forte peso no início da formação assembleiana brasileira, em razão da nacionalidade de seus fundadores, e graças à igreja pentecostal escandinava, principalmente a Igreja Filadélfia de Estocolmo, que, além de ter assumido nos anos seguintes o sustento de Gunnar Vingren e Daniel Berg, enviou outros missionários para dar suporte aos novos membros em seu papel de fazer crescer a nova Igreja. Desde 1930, quando se realizou a primeira Convenção Geral dos pastores na cidade de Natal, RN, as Assembléias de Deus no Brasil passaram a ter autonomia interna, sendo administrada exclusivamente pelos pastores residentes no Brasil, sem contudo perder os vínculos fraternais com a igreja na Suécia. A partir de 1936 a igreja passou a ter maior colaboração das Assembléias de Deus dos EUA através dos missionários enviados ao país, os quais se envolveram de forma mais direta com a estruturação teológica da denominação.

Em virtude de seu fenomenal crescimento, os pentecostais começaram a fazer diferença no cenário religioso brasileiro. De repente, o clero católico despertou para uma possibilidade jamais imaginada: o Brasil poderia vir a tornar-se, no futuro, uma nação protestante. Tal possibilidade se tornou ainda mais real com a divulgação entre o final de 2006 e início de 2007 por um instituto de pesquisa de que, com vinte milhões de fiéis, o Brasil é o maior país pentecostal do mundo.


sábado, 30 de outubro de 2010

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Free To Bellive - Open Doors - Portas Abertas


Sign the online petition here

Free to Believe is a worldwide advocacy campaign that we are also integrating with our International Days of Prayer (IDOP). Open Doors aims to raise awareness about the United Nations (UN) resolution raised by the Organisation of Islamic Conference (OIC) known as the ‘Defamation of Religions Resolution’ and to prevent it from being passed by the General Assembly, this December in New York.

FONTE/ LINK: Portas Abertas Internacional - Open Doors

BRASIL

A Organização da Conferência Islâmica, que compreende 57 países, sendo a maioria de população muçulmana, apresentará mais uma vez a Resolução da Difamação da Religião na Assembleia Geral das Nações Unidas, no final deste ano.

Essa resolução:


- dá ao governo o poder para determinar quais visões religiosas podem ou não podem se expressar nesses países;
- dá ao Estado o direito de punir aqueles que expressam posições religiosas “inaceitáveis”, de acordo com o que eles acreditam;
- torna a perseguição legal;
- visa criminalizar palavras e ações consideradas contra uma religião em particular, nesse caso, o Islã.
- tem o poder de estabelecer legitimidade internacional para leis nacionais que punem a blasfêmia ou, por outro lado, proíbem críticas à religião.

Muitos países apoiaram essa resolução no passado, mas alguns agora estão mudando de ideia. Este ano, existe uma possibilidade real de que ela seja derrotada. E você pode ajudar. Está na hora de mudarmos isso.

Participe da petição global realizada pela Portas Abertas Internacional e una-se a milhares de cristãos ao redor do mundo. O abaixo-assinado será entregue às Nações Unidas em dezembro deste ano.

» Como posso ajudar?

Divulgue a campanha para outras pessoas, em sua igreja, escola, faculdade, trabalho, utilizando os recursos disponibilizados no link abaixo. Faça o download de alguns recursos como vídeos, apresentação em powerpoint e arquivos para marca-página e adesivo. Além disso, você pode imprimir o abaixo-assinado quantas vezes quiser e distribuir para muitas pessoas

LINK - PORTAS ABERTAS EU VOU AJUDAR < Assine a petição.



domingo, 5 de setembro de 2010

O Nevoeiro de Coração Partido. (Max Lucado)



É um nevoeiro escuro que aprisiona furtivamente a alma e se recusa a ir embora. É uma neblina silenciosa que esconde o sol e chama as trevas. É uma nuvem pesada que não honra qualquer hora nem respeita quem quer que seja. Depressão, desânimo, desapontamento, dúvida… todos são companheiros desta presença temida.


. O nevoeiro do coração partido desorienta a nossa vida. Ele torna difícil ver o caminho. Abaixe as suas luzes. Limpe o pára-brisa. Ande mais devagar. Faça o que quiser, nada ajuda. Quando este nevoeiro nos rodeia, nossa visão fica bloqueada e o amanhã está para sempre distante. Quando esta escuridão ondulada nos envolve, as palavras mais sinceras de ajuda e esperança não passam de frases vazias.

. Se você já foi traído por um amigo, sabe o que estou dizendo. Se já foi abandonado por um cônjuge ou um pai, já viu esse nevoeiro. Se já colocou uma pá de terra sobre o caixão de um ente querido ou ficou vigiando junto ao leito de alguém que ama, você reconhece também esta nuvem.
.
Se já esteve neste nevoeiro, ou está nele agora, pode estar certo de uma coisa — não se encontra sozinho. Até o mais esperto dos capitães da marinha já perdeu o rumo ao aparecer essa nuvem indesejada. Como disse certo comediante: “Se os corações partidos fossem anúncios, todos apareceríamos na televisão.”

. Faça um retrospecto dos últimos dois ou três meses. Quantos corações partidos encontrou? Quantos espíritos feridos teve ocasião de observar? Quantas histórias de tragédias chegou a ler?

. Minha própria reflexão é cautelosa:

. - A mulher que perdeu o marido e o filho num terrível acidente automobilístico. - A atraente mãe de três crianças que foi abandonada pelo cônjuge. - O garoto atropelado e morto por um caminhão de lixo, quando saía do ônibus da escola. A mãe, que o esperava, testemunhou a tragédia. - Os pais que encontraram o filho adolescente morto na floresta atrás de sua casa. Ele se enforcara com o próprio cinto numa árvore.

. A lista continua indefinidamente. Tragédias nebulosas. Como cegam nossa visão e destroem os nossos sonhos. Esqueça todas as grandes esperanças de alcançar o mundo. Esqueça todos os planos de mudar a sociedade. Esqueça todas as aspirações de mover montanhas. Esqueça tudo isso. S6 me ajude a atravessar a noite.

. O sofrimento do coração partido.

. Venha comigo assistir aquela que foi talvez a noite mais enevoada da história. A cena é muito simples, você vai reconhecê-la rapidamente. Um bosque de oliveiras retorcidas. O chão coberto de pedras grandes. Um muro baixo de pedras. Uma noite escura, muito escura.

. Veja agora o quadro. Olhe atentamente através da folhagem sombria. Vê aquela pessoa?

. Vê aquela figura solitária? O que ele está fazendo? Deitado no chão. O rosto manchado de terra e lágrimas. Os punhos batendo no solo. Os olhos arregalados com o estupor do medo. O cabelo emaranhado por causa do suor salgado. Será aquilo sangue em sua testa?

. Esse é Jesus. Jesus no Jardim do Getsêmani.

. Você talvez tenha visto o retrato clássico de Cristo no jardim. Ajoelhado junto a uma grande rocha. Um alvo manto. Mãos pacificamente unidas em oração. Um olhar sereno em seu rosto. Um halo sobre a sua cabeça. Um raio de luz do céu, iluminando seu cabelo castanho dourado.

. Eu não sou artista, mas posso dizer-lhe algo. O homem que pintou esse quadro não usou o evangelho de Marcos como modelo. Veja o que Marcos escreveu sobre aquela noite penosa:

. “Então, foram a um lugar chamado Getsêmani; ali chegados, disse Jesus a seus discípulos: Assentai-vos aqui, enquanto eu vou orar. E, levando consigo a Pedro, Tiago e João, começou a sentir-se tomado de pavor e de angústia. E lhes disse: A minha alma está profundamente triste até à morte; ficai aqui e vigiai.

. E, adiantando-se um pouco, prostrou-se em terra; e orava para que, se possível, lhe fosse poupada aquela hora. E dizia: Aba, Pai, tudo te é possível; passa de mim este cálice; contudo, não seja o que eu quero, e sim o que tu queres.

. Voltando, achou-os dormindo; e disse a Pedro: Simão, tu dormes? Não pudeste vigiar nem uma hora? Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.

. Retirando-se de novo, orou repetindo as mesmas palavras. Voltando, achou-os outra vez dormindo, porque os seus olhos estavam pesados; e não sabiam o que lhe responder.

. E veio pela terceira vez e disse-lhes: Ainda dormis e repousais! Basta! Chegou a hora; o Filho do Homem está sendo entregue nas mãos dos pecadores. Levantai-vos, vamos! Eis que o traidor se aproxima.”[1]

. Observe estas frases: “Começou a sentir-se tomado de pavor e de angústia.” “Minha alma está profundamente triste.” “E, adiantando-se um pouco, prostrou-se em terra.”

. Este parece um quadro de um Jesus santo, repousando na palma de Deus? De modo algum. Marcos usou tinta preta para descrever esta cena. Vemos um Jesus agonizante, lutando e se esforçando. Vemos um “homem de dores”.[2] Vemos um homem enfrentando o medo, em luta com os compromissos e ansiando por alívio.

. Vemos Jesus no nevoeiro de um coração partido.

. O escritor de Hebreus iria dizer mais tarde, “Ele, Jesus, nos dias da sua carne, tendo oferecido, com forte clamor e lágrimas, orações e súplicas a quem o podia livrar da morte”.[3]

. Que descrição! Jesus sofrendo. Jesus às portas do medo. Jesus não está revestido de santidade, mas de humanidade.

. Da próxima vez que o nevoeiro o envolver, você faria bem em lembrar-se de Jesus no jardim. Da próxima vez em que pensar que ninguém compreende, releia o capítulo 14 de Marcos. Da próxima vez que a autopiedade o convencer de que ninguém se importa, vá visitar o Getsêmani. E da próxima vez em que ficar imaginando se Deus realmente percebe a dor que prevalece neste poeirento planeta, ouça-o suplicando entre as árvores retorcidas.

. Este é o meu ponto. Ver Deus desse modo faz maravilhas em relação ao nosso próprio sofrimento. Deus jamais foi tão humano quanto nessa hora. Deus jamais esteve mais próximo de nós do que quando sofreu. A Encarnação jamais foi tão cumprida quanto no jardim.

. Como resultado, o tempo passado no nevoeiro da dor poderia ser o maior dom de Deus. Poderia ser a hora em que finalmente vemos nosso Criador. E verdade que no sofrimento Deus se assemelha mais ao homem; talvez em nosso sofrimento possamos ver a Deus como nunca antes.

. Da próxima vez em que você for chamado para sofrer, observe. Talvez esse seja o ponto mais próximo em que vai estar de Deus. Preste muita atenção. Pode muito bem ser que a mão que se estende para guiá-lo para fora do nevoeiro esteja traspassada.
.

[1] Marcos 14:32-42
[2] Isaias 53:3
[3] Hebreus 5:7, o grifo é meu.

Autor: Max Lucado
Copyright © 1999 Editora Vida Cristã. Todos os direitos reservados.

CURSO DE TEOLOGIA

Venha conhecer a Deus.

Faça um curso de teologia.

Todos os níveis.


Local: templo sede

AV: Espírito Santo - 141 - Centro - Piúma - ES

Matrículas abertas!


Aulas com início em setembro.


Contato: Pr. Oséias e Ev. Thiago.

28 – 9962 – 3180


Centro Teológico das

Assembleias de Deus do Brasil

Acesse: www.cetadeb.com.br

“Deixem-me fazer os cânticos do povo e não me interessa quem fará as suas leis.” (John Philips Souza)

“A música ocupa um lugar especial no mundo de hoje, haja vista que a sociedade, nos últimos anos, foi totalmente redirecionada por influência da música. Na realidade, a música tem sido o meio utilizado para transformar vidas, costumes e também unir povos.” (*)
As pessoas ouvem música em qualquer lugar e, até mesmo sem querer. As construções, na maioria desprovidas de sistemas acústicos nos obrigam a ouvir o rádio do vizinho. As empresas possuem sistemas de som ambiente e, no final de um dia, temos nossa mente impregnada de todo tipo de música.
Quer na igreja, quer no mundo, as pessoas reagem ao tipo de música que ouvem. Algumas nos deixam com um espírito patriótico, românticos, alienados, melancólicos, alegres. Até mesmo o nosso corpo é afetado pelos ritmos musicais que acompanhamos balançando o corpo, batendo palmas ou os pés no chão. A música é tão importante que alguns países são conhecidos pelos seus ritmos musicais. Exemplo disso é o Brasil com seu tradicional samba e a Jamaica com Reggae de Bob Marley.

Mas, que estilo musical identifica o Povo de Deus?

A hinologia evangélica, hoje, no Brasil, passa por momentos críticos de auto-afirmação. Por um lado, há congregações onde não há diferença entre a música tocada nos cultos e a música popular. Do estilo caipira ao regionalista, na realidade cantam-se as mesmas músicas que se ouvem em programas de rádio, trocando-se apenas a letra profana por outra de cunho bíblico.
O que fazer? Temos que buscar um estilo próprio para a igreja. Um estilo que não introduza o espírito do mundo na igreja, mas que também fique dentro do contexto cultural de cada região. Isto só será possível se buscarmos na Palavra de Deus a resposta de que precisamos.

(*) O Ministério de Louvor da Igreja. Filho, João A. de Souza, p.12, Editora Betânia, 1999.
Diác. Ronald da Silva Souza

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

16° Aniversário do Círculo de Oração Unidas pela Fé e 22° Aniversário do Templo

Tema: I Pedro 04.07
Mas já está próximo o fim de todas as coisas;
portanto sede sóbrios e vigiai em oração”.

PROGRAMAÇÃO:
DIA 27 (Sexta): Cantores:
Ana Cheffer (Parati-Anchieta);
Eliana Ozório (Anchieta);
Weliton (congregação local);
Jania (sede);
Preletora:
Ana Cheffer.

DIA 28 (Sábado): Cantores:
Dupla Renato e Wilson (Cachoeiro);
Leila e Sirlene;
Orlando e Simone;
Natália Nathy;
Preletor:
Pb. Ricardo Gonçalves (Barra do Itapemirim).

DIA 29 (Domingo):
Estudo bíblico – Das 9 às 11 horas com o Pr. Presidente Oseías Lage.
Encerramento à noite – Às 19 horas e 30 minutos - Preletor: Pr. Oseías Lage.


Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Lagoinha.

Rua: 200 s/nº. (rodovia do sol Piúma x Anchieta)

(antes do trevo de Iriri)

Domingo:

- EBD às 9:00 h.

- Culto às 19:00 h.

Quinta-feira:

- Culto público às 19:30 h.

Sexta-feira:

- Culto de ensino às 19:30 h.


Você está preparado?

Loading...

Clipe: Eyshila Até Tocar o Céu

Loading...